Blog Details Title

O mercado de crédito empresarial no Brasil: oportunidades e desafios

O crédito no Brasil vive, inegavelmente, um momento de expansão. Para termos uma ideia, o estoque de crédito no país cresceu 15,5% e atingiu o saldo recorde de R$ 4 trilhões em 2020.

Ao todo, os empréstimos às empresas chegaram ao índice de R$ 1,8 trilhões (expansão de 21,8% em relação ao ano de 2019), com destaque para o crédito destinado para as micro, pequenas e médias empresas, que cresceu 31,6% em 2021. Os dados são do Banco Central.

Além disso, de acordo com projeção de junho do ano passado, também do BC, a concessão de crédito deve superar a casa dos 11% em 2021, o que denota a continuidade do ritmo de crescimento do setor. Só no plano dos empréstimos de instituições financeiras às empresas, por exemplo, o BC estimou uma alta geral de 8% nos estoques de crédito (ante os 3,4% do Relatório Trimestral de Inflação, RTI, de março).

Ademais, diante da sanção de medidas como o PRONAMPE, programa de crédito do Governo Federal agora tornado permanente, as expectativas para o ambiente de crédito brasileiro seguem a pleno vapor, sobretudo — conforme ressaltou o chefe do departamento de estatísticas do Banco Central, Fernando Rocha, em entrevista coletiva — em relação às operações de longo prazo e da “continuidade da demanda das empresas por crédito ligada à expansão do seu parque produtivo.”

Por outro lado, mesmo com um cenário aquecido, muitos empresários ainda encontram desafios para acessar linhas de crédito de qualidade para os seus negócios. Mas você sabe quais são as principais dores do acesso ao crédito? Esse foi o tema de nosso e-book As 7 Dores do Crédito, que você poderá conferir clicando aqui!

No material, explicamos também como a inteligência de crédito assume um papel decisivo para que os empreendedores tenham sucesso na conquista de empréstimo para os seus negócios. Esperamos que aproveitem a leitura!